Brasil negocia imagens de Pontes em órbita

Tudo sobre satélites, ISS, etc...
Mensagem
Autor
Avatar do usuário
pt2vhf
Site Admin
Mensagens: 62
Registrado em: Seg Fev 06, 2006 2:01 pm
Localização: Brasília-DF
Contato:

Brasil negocia imagens de Pontes em órbita

#1 Mensagem por pt2vhf » Qua Fev 08, 2006 11:39 am

Moscou - A Agência Espacial Brasileira (AEB) passou parte do dia de terça-feira negociando com os russos, em Moscou, sobre como será a transmissão das imagens da missão para o País e a comunicação entre o astronauta Marcos Pontes e Brasília. No dia 30 de março, Pontes será um dos três tripulantes da nave russa Soyuz que irá para a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

O projeto do governo é conseguir que Pontes converse e responda a perguntas das pessoas por meio de uma central que está sendo planejada. O astronauta brasileiro falará com a Terra em três ocasiões nos dez dias que passará no Espaço. A primeira será com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A segunda, com jornalistas e cientistas. O governo ainda estuda como transmitir sinais para algumas capitais de maneira que a população possa se comunicar ao vivo com o astronauta. O projeto, porém, envolveria gastos extras para a AEB.


Brasil no espaço e em campo
A missão está chamando a atenção dos russos. Nesta quarta-feira, no Centro de Treinamento de Cosmonautas, nas proximidades de Moscou, Pontes e os outros dois astronautas que farão parte da missão darão uma entrevista coletiva. Mais de cem jornalistas de todo o mundo são esperados. Segundo o jornalista especializado em programas espaciais, Alexei Kovalev, parte do interesse da mídia russa pelo tema é explicada pela presença de um brasileiro na nave.

Mas os russo também estão curiosos por causa do pagamento feito pelo Brasil para pegar uma carona na nave. "Trata-se de dinheiro real para a Agência Russa", afirmou Kovalev. Já os mais cínicos apontam que, enquanto o Brasil está pagando entre US$ 10 milhões e US$ 12 milhões pelo vôo, os russos estarão gastando US$ 1,5 milhão para trazer a seleção brasileira para um jogo amistoso contra a Rússia no dia 1º de março em Moscou.

Trata-se de o maior cachê já pago por um país para ver o Brasil jogar. Um dos vice-diretores da Agência Espacial Russa, Vlacheslav Lisitsin, brinca: "Estamos cooperando na área espacial com o Brasil para ver se aprendemos a jogar futebol".



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante